Noites na Cidade: Divagações de uma jornalista brasileira em Londres.

Divagações e devaneios de uma carioca em Avalon

Mon
7
Dec '09

Botando a casa em ordem (literalmente!)


Mood: Dolorida
Music: Happy Birthday Guadalupe, The Killers

Aos poucos as caixas vão esvaziando, e aos poucos cada coisa encontra o seu novo lar na casa nova. Mudança é sempre uma aventura, em todos os sentidos: meu corpo está cheio de hematomas e arranhões, mas hoje, de volta ao escritório pela primeira vez desde o grande evento, já sinto falta da minha casinha e estranho estar aqui e não lá.

Mudando de assunto um pouco pra não matar meus poucos leitores de tédio, fui ao cinema para assistir a New Moon ontem. Li os quatro livros da série Crepúsculo e posso dizer sem titubear que o segundo é o mais chatinho deles, e o filme é bastante fiel ao livro. Interessante ver os Volturi de carne e osso no filme, e completamente diferentes do que eu imaginara ao ler a série. Fora isso, Bella demais pro meu gosto – não sou fã da personagem nem de sua intérprete, que atua no melhor estilo “uma expressão pra todas as ocasiões”.

A melhor parte da minha ida ao cinema foram os trailers – me animando pra ver Avatar no IMAX, já com ingressos comprados, e na expectativa pela estréia de Daybreakers no ano que vem. Esse sim será um filme de vampiros decente! :-)

Fri
16
Jan '09

Ano novo, tudo velho


Mood: Cansada
Music: Dream Cars, Neon Neon

Feliz 2009 pra todos! É de praxe quando um novo ano começa fazer uma retrospectiva do ano anterior e previsões/resoluções para o ano que chega, mas não vou fazer nada disso. Sou contra resoluções de ano novo: se você quer fazer alguma coisa de verdade, não precisa de uma data especial pra colocar o plano em ação. Vai lá e faz, malandro!

Comecei a fazer pilates, que minha academia oferece como parte do programa de aulas. Estou adorando e sentindo minha flexibilidade de dançarina voltar aos poucos, o que é ótimo porque serve como estímulo para que eu vá à academia com freqüência (três vezes por semana nas duas últimas, o que é bem bom). Confirmei que O-D-E-I-O máquinas e que pessoas que vão à academia pra desfilar me irritam profundamente. Estou ficando ainda mais intolerante com a idade…

Mudando de assunto, a recomendação cinematográfica da semana é Slumdog Millionaire – o filme é sensacional e certamente mereceu os vários Globos de Ouro que levou recentemente. Por outro lado, evitem The Spirit, que é fraquinho, fraquinho… Nem a presença das gostosudas Eva Mendes e Scarlet Johansson salvou o filme pro ruivo!

Fri
30
May '08

Sexo, cidades e afins


Mood: Sexta-feira
Music: Tema de Sex and the City

Fui assistir ao filme Sex and the City na quarta como parte das comemorações de aniversário de uma das minhas housemates. Éramos nove mulheres, mais do que eu normalmente aturaria, mas eu estava paciente e fiquei na minha a maior parte do tempo. Ajudou um pouco o fato de todas elas serem mais novas do que eu – ah, meus 22 anos… ;-)

Adorei o fime, e tenho certeza de que todos os fãs da série também vão gostar. Pros curiosos, tem uma resenha minha do filme no Revista Paradoxo. O filme estréia no Brasil no dia 6 de junho.

Wed
6
Feb '08

“Fe-ve-rê”


Mood: Lombra
Music: País Tropical, Jorge Benjor

Fevereiro começou manso, com um final de semana tranqüilo – em vez de ir à tradicional festa de Carnaval no Guanabara como nos últimos anos, resolvi ficar em casa, arrumar minha coisas e descansar. Precisava de um tempo pra mim, na minha conchinha, matutando sobre a vida.

A decisão se provou acertada, porque essa semana começou com a corda toda e o mês promete ser agitado. Além de um bocado de trabalho, tem viagens (um casamento no norte da Inglaterra este fim de semana e Hamburgo na semana que vem), eventos sociais e dores de cabeça pra resolver. Estou fisicamente cansada e sinto falta de praticar exercícios regularmente, mas também cansei de pagar academia pra não freqüentar. Preciso encontrar uma atividade que me estimule o suficiente pra garantir minha presença constante.

Estresses à parte, tenho feito várias coisas legais no meu tempo livre, como ir ao cinema (Sweeney Todd, bom mas com ressalvas), shows (Linkin Park, excelente), jogar RPG e curtir meu ruivo. Também marcamos férias: em junho desembarcamos na Grande Maçã pra curtir o que a cidade que nunca dorme tem a oferecer. O único problema é que junho parece tããããão longe… :-)

Tue
15
Jan '08

Lenda improvável


Mood: Entediada
Music: Move On, The Kooks

Domingo fui ao cinema com o ruivo para assistir ao nem-tão-futurístico I Am Legend (Eu Sou A Lenda no Brasil), baseado no clássico livro de ficção científica de Richard Matheson. Resumão da premissa básica: uma médica/cientista altera um vírus mortal para criar uma cura para o câncer, mas (como sempre acontece) alguma coisa dá errado e o tal vírus, em vez de curar, transforma as pessoas em algo ruim e feio. Will Smith, o ator mundialmente conhecido por quase sempre interpretar a si mesmo em qualquer filme, surpreende no papel de Robert Neville, um cientista do exército imune ao vírus e dedicado a encontrar uma cura para o mesmo.

A primeira metade do filme é excelente. A platéia acompanha Neville em sua rotina diária, que se resume a procurar outros sobreviventes da epidemia, caçar cervos pelas ruas de Nova Iorque e tentar não ser morto por criaturas bizarras. Smith consegue convencer no papel de um homem que tem somente um pastor alemão como companhia, e cuja mente aos poucos vai degringolando pela solidão e pela corrosão lenta e dolorosa da esperança. A segunda parte pra mim é menos interessante, mas a resolução do filme é satisfatória. Muito mais envolvente é explorar a psicologia de um homem naquele cenário que nós só podemos imaginar: e se eu fosse a última pessoa na face da Terra?

Mon
17
Sep '07

Intervalo comercial


Mood: Malandrinha
Music: In The Back Seat, The Arcade Fire

Interrompemos a nossa programação normal para um intervalo comercial: está no ar o mais novo episódio do RadarPop, podcast do qual participo. Nesta edição, falamos do Emmy, filmes, música e mais um monte de bobagens – ouvam djá!

Fri
14
Sep '07

Voltando aos poucos


Mood: Trabalhadora
Music: Army of Me, Björk

Hoje resolvi me rebelar e sair por alguns momentos do mar de trabalho em que estou me afogando pra postar aqui. Aliás, o emprego já está rendendo bem: além de ter o prazer de falar com pessoas em lugares obscuros como St Kitts & Nevis (uma ilha no Caribe, pra quem tiver interesse), os freebies têm agradado! Já ganhei um estoque considerável de maquiagem, alguns perfumes e até um relógio. Meus gastos com cosméticos vão diminuir absurdamente daqui por diante… :-)

Eventos marcantes desde meu último post incluem ter ido a um casamento (lindo e divertido – fotos em breve no Flickr), ter completado um ano de namoro (o que mereceria um post exclusivo), várias festas (inclusive meu aniversário), várias idas ao cinema, show dos Beastie Boys (excelente!) e Tudo Sobre Minha Mãe no teatro (mais excelente ainda!), entre outros. Hoje tem mais teatro, aliás – The Merchant of Venice no Shakespeare’s Globe. “A pound of your flesh!”

Semana que vem vou a Paris pela primeira vez. Pena que é a trabalho e não devo ter muito tempo pra explorar a Cidade das Luzes. Ainda assim, vou poder cortar mais uma coisa da minha lista;-)

Thu
12
Jul '07

Robôs-maravilha


Mood: Nostálgica
Music: The Touch, Stan Bush

Ontem tive o inenarrável prazer de assistir ao novíssimo filme dos robôs-maravilha que se transformam em carros, aviões, helicópteros e caminhões, e descobri que não é à toa que Transformers engordou os cofrinhos do Tio Spielberg em mais de US$150 milhões na primeira semana de exibição dos EUA.

Tá, eu sou uma geek e provavelmente ia gostar do filme de qualquer maneira, mas estava preocupada porque era fã da série original de desenhos, e todos nós sabemos que fim adaptações deste tipo tendem a ter – o risco era grande, e eu estava bastante cética. Fui positivamente surpreendida e regredi totalmente de volta aos anos 80, quando Transformers apareceu pela primeira vez nas telinhas. A diferença é que agora a coisa foi feita pra gente grande, que era criança naquela época.

Os efeitos especiais são fantásticos: neste quesito, os robôs-maravilha não deixam nada a desejar. A ação é freqüente e grandiosa – quem lembra da seqüência de Matrix Reloaded na auto-estrada vai vibrar ao ver veículos se transformando em robôs no meio de uma perseguição em alta velocidade pra cair na porrada. Alguns personagens não chegam ilesos ao final do filme (não vou entrar em detalhes pra não estragar a surpresa), no melhor estilo do longa-metragem animado Transformers: The Movie.

E embora os protagonistas da história sejam os robôs (pelo menos pra mim!), os humanos em cena não fazem feio. Shia LaBeouf, o desconhecido ator escolhido pra liderar o elenco no papel do adolescente Sam Witwicky, impressiona pela qualidade do seu trabalho, e é responsável por alguns dos melhores momentos do filme. Outro destaque é o sempre ótimo John Turturro, que consegue ser engraçado até num papel razoavelmente sério.

Acho que a maior qualidade de Transformers é que o filme em nenhum momento se leva a sério. Claro que há um pouco de ufanismo norte-americano (‘nós somos os protetores do planeta, blá blá blá), mas isso não chega a prejudicar demais o entretenimento dos mais politizados. Os diálogos são leves e muitas vezes bem-humorados, e apesar do filme ser longo (quase duas horas e meia), o tempo passa rapidíssimo.

Resumindo: podem ir pro cinema sem medo, e procurem a melhor sala que puderem encontrar – no caso de Transformers, tamanho e qualidade de som são documento!

Thu
29
Mar '07

Coisas legais da profissão


Mood: Jornalística
Music: Heroes and Villains, The Beach Boys

Como diria meu amigo Ygor, que abandonou as maravilhas da vida de jornalista pelos salários e a estabilidade de funcionário público, os profissionais da imprensa têm vários benefícios, como receber produtos para resenha e convites diversos, além da oportunidade de conversar com pessoas famosas e/ou interessantes – tudo isso pra compensar a mixaria que ganham. Como sou uma das otárias que permaneceu no jornalismo apesar da merreca que ganho, ainda tenho a chance de conhecer gente legal e recebo o ocasional convite.

Nos últimos dias, entre as coisas legais que meu trabalho me proporciona estiveram entrevistas com um astrônomo especializado em telescópios (não os pequenininhos, mas os grandões) e um físico que foi o consultor científico do último filme do Danny Boyle, Sunshine (que eu assisti ontem numa sessão de imprensa, de graça); outra sessão de imprensa, desta vez do novo filme de Zhang Yimou (o mesmo de Hero e Clã das Adagas Voadoras), The Curse of the Golden Flower; e espero em breve visitar o London Zoo pra conhecer a nova casa dos três gorilas que o zoológico abriga.

Tá, admito que nada do que eu faço tem lá muito glamour, mas sempre aprendo coisas novas e tenho um prazer quase sexual em conversar com pessoas extremamente inteligentes. Sou esquisita assim mesmo. ”A gente ganha mal mas se diverte” é meu lema de vida. ;-)  

Tue
27
Feb '07

Pílulas


Mood: Animadinha
Music: Learning To Breathe, Nerina Pallot

Continuando a seqüência musical do ano, hoje vou com o bonitão ao show da banda californiana We Are Scientists, que eu adoro. E um dos três grupos que vai abrir pra eles é o interessante Pull Tiger Tail, que estou supercuriosa pra ver ao vivo. Tenho que parar com essa mania de comprar ingressos pra shows, senão vou à falência em breve.

***

Seis meses de namoro nesta quinta. Queria entender a mágica por trás da relatividade do tempo que passamos junto com alguém: parece muito mais do que meio ano, mas ao mesmo tempo, os últimos seis meses voaram. Explicações à parte, não poderia estar mais feliz.

***

Os grandes vencedores do Oscar deste ano foram as casas de apostas – nenhuma grande zebra significa que eles botaram uma fortuna no bolso. Como adorei Os Infiltrados, achei os prêmios justos. Adorei que o excelente O Labirinto do Fauno tenha levado três carequinhas, mesmo que nas categorias consideradas menos importantes.

***

Depois de conhecer um laureado da Academia, fui juíza em uma feira de ciência organizada pela maior entidade de promoção científica do Reino Unido. Tô ficando chique mesmo!

***

Vi Hot Fuzz (divertido) e The Science of Sleep (bonitinho) na semana passada. Gostei dos dois, mas não achei nenhum deles fantástico. Se for ver o primeiro, assista a Shaun of the Dead primeiro; o segundo não tem contra-indicações, e vale pra ver o Gael García Bernal vestido de gatinho/ursinho. :-)

Wed
21
Feb '07

Chique no úrtimo!


Mood: Produtiva
Music: Hotel California, Eagles

E quem disse que jornalismo científico não tem seu glamour? Hoje conheci um ganhador do Oscar! Tudo bem que ele ganhou a estatueta por ser um dos desenvolvedores do primeiro programa de edição digital não-linear (quem souber qual ganha uma bananada), mas quem se importa? Carequinha dourado é carequinha dourado!

Mon
6
Nov '06

O que a fadiga não faz


Mood: Envergonhada
Music: All Day And All Of The Night, The Kinks

Ontem à noite fui ao cinema, e estava toda empolgada. Tinha reservado há semanas ingressos pra uma das 50 “sessões-surpresa” do Festival de Cinema de Londres – normalmente eles organizam só uma, mas como este ano foi o quinqüagésimo aniversário do evento, foram 50 espalhadas pela cidade.

Chegando ao cinema, peguei os ingressos na maquininha de coleta rápida e não tive nenhum problema. Como isso era cedo, fomos a um bar pra fazer hora, e voltamos pro cinema uns 20 minutos antes do início da sessão, marcada pra as nove da noite.

Passava das nove e nossa sala ainda não estava pronta. Resmunguei sobre a falta de eficiência do cinema, mas como estava em ótima companhia, nem liguei muito. Só fomos entrar na sala de exibição lá pelas 9.15, no entanto, e o filme em si não começou antes das dez.

Eu, ainda empolgada apesar dos atrasos, fiquei frustrada quando vi o nome do filme: The Last Kiss, uma comédia romântica que eu até queria ver, mas já estava em cartaz há tempos. Poxa, a idéia das sessões-surpresa era ver alguma coisa nova, mas como eles já haviam dito que eram quatro filmes diferentes, de repente nem todos eram pré-estréias. O filme foi até melhor do que eu esperava, mas fui pra casa um pouco desapontada.

Ainda encucada com a história, hoje fui procurar na internet notícias sobre as outras sessões-surpresa, pra saber o que tínhamos perdido. Só filmaço: The Prestige, por exemplo, passou no Odeon West End. Com raiva, já estava me preparando pra ligar pro cinema e reclamar quando me toquei que o Festival tinha terminado na quinta-feira, e conferi o recibo da compra dos ingressos. A tal sessão-surpresa tinha acontecido no dia 29 de outubro, uma semana antes, e a retardada aqui esqueceu completamente da data certa!

Ri à beça com essa confusão já, e estou colocando a culpa nos estresses do trabalho. :-)

Tue
10
Oct '06

Um mês em um post


Mood: Satisfeita
Music: Hyper Music, Muse

Tá, eu sei que estou devendo atualizações decentes e não necessariamente musicais há um tempão. Mas ando preocupada demais curtindo a vida pra descrevê-la por aqui, então peço perdão aos leitores do blog que andam sem notícias. As novidades são muitas e ótimas, e não vou poder mencionar todas; vou fazer uma pequena listinha das coisas que andei fazendo.

* Cinema: vi uma porção de filmes, alguns ótimos e outros nem tanto. A lista inclui, Clerks II, Black Dahlia, Severance, Brothers Of The Head, Click, A Scanner Darkly e Volver. Devo ter esquecido algum, como sempre, e em breve devo ver mais um catatau já que semana que vem começa o Festival de Cinema de Londres. Iupiiiiii!

* Teatro: fui ver um comediante irlandês ótimo, Dylan Moran, perto de casa, e semana passada me matei de rir assistindo a Spamalot, a excelente adaptação musical do clássico Monty Python Em Busca do Cálice Sagrado. Teve direito até a sanduíches de spam sendo vendidos no intervalo, hehehe!

* Viagens: não fui a lugar nenhum desde Reading, mas vou a Bruxelas no mês que vem pra um fim de semana prolongado. E, é claro, em pouco mais de um mês estarei aportando em Terra Brasilis pra curtir longas e merecidas férias. Só não estou muito animada pelo calor que devo encarar por lá…

* Esporte: vi meu time daqui ganhar de um timeco sem-vegonha em Peterborough, no meio do nada, e no começo de novembro vou mais uma vez a um estádio, dessa vez aqui em Londres mesmo. Ah, e fui aos dois jogos da seleção brasileira aqui na capital inglesa: como civil contra a Argentina, e a trabalho na partida contra o País de Gales. Falei com o Ronaldinho Gaúcho, olha que chique! ;-)

* Gandaia: sempre, e cada vez melhor, agora que estou em ótima companhia. :-)

* Trabalho: meu chefe já está passeando pelos EUA mas a minha batata ainda não começou a assar. Se eu sumir de novo, no entanto, vocês já sabem o motivo! Brincadeiras à parte, a coisa deve esquentar por aqui mais pro fim do mês e novembro certamente vai ser pauleira. Ainda assim, estou curtindo as responsabilidades extras.

* Música: só fui a um show desde Reading, pra ver a banda de rock progressivo Porcupine Tree, e a apresentação deles foi sensacional. Eu tinha outro show hoje, mas ele foi adiado pra janeiro, mas vou a dois outros nas próximas duas semanas: Panic! At The Disco e Zero 7. Mal posso esperar!

De resto, hoje me despeço de uma das minhas housemates (a boazinha, Cara), que volta amanhã pra Austrália, mas a menina nova já se mudou então a casa andou cheia nas duas últimas semanas. Tenho passado ainda menos tempo do que de costume em casa, então não acho que a mudança vá me afetar profundamente.

Ufa! Não sei se vocês cansaram de ler, mas eu cansei de escrever. ;-)

Thu
1
Jun '06

Curtas da semana


Mood: Livre
Music: Magic Touch, Clor

* Os dias são curtos mesmo quando se dorme cinco ou seis horas por noite. A impressão que tenho às vezes é de que nunca terei tempo suficiente pra fazer tudo o que quero/preciso. Será que um dia vou ter a sensação oposta, de que nunca vou ter o suficiente pra fazer com todo o tempo livre que tenho?

* Amanhã vou a um baile black tie, não é chique? Tem a ver com um fato que esqueci de relatar aqui: fui eleita para o comitê da associação dos ex-alunos da minha universidade aqui, e me ofereci pra ajudar com o baile de graduação, promovido pela associação. Só assim pra eu ter uma chance de usar as minhas roupas de madrinha!

* Passei o feriadão dessa semana em ótima companhia – na sexta, fui nerd até dizer chegar e joguei Starcraft até as quatro da manhã; no sábado, fui a uma festa de housewarming e ao Science Museum; domingo foi dia de parque e pub; e na segunda, me encontrei com amigas do mestrado que estão em Londres a passeio e depois fui jantar com outro grupo. Às vezes penso que não tem coisa melhor do que curtir os amigos, mas aí lembro que tem. Mas que é bom, isso é. :-)

* Por que fizeram o que fizeram no X-Men 3? Tá, é um filme legal, mas tinha que estuprar a história daquela maneira? Não dava pra ser minimamente fiel aos quadrinhos? Eu nem sou xiita, mas imagino que os fãs mais sérios não devem ter ficado nada felizes com o resultado final. Pelo menos a Kitty aparece e não faz feio!

* Estava vendo hoje o line-up dos festivais a que vou este verão, e fiquei superfeliz com o que vi. Tanto Reading quanto os três dias a que vou do O2 Wireless estão sensacionais. Tenho certeza de que eles valerão cada penny que eu paguei.
* Que venha a poderosa Nova Zelândia! ;-)

Tue
23
May '06

Dias intensos


Mood: Feliz
Music: No Way back, Freaks

Estou atolada de trabalho depois de alguns dias bem intensos, tanto no trabalho quanto na minha vida pessoal. Provavelmente não terei tempo de fazer um relato detalhado do que aconteceu, mas vamos aos pontos altos:

* Entrevistei o diretor de cinema Paul Greengrass
* Fui à Fabric di grátis e fiquei na área VIP
* Me viciei em Guitar Hero
* Lordi ganhou o Eurovision!
* Conheci pessoas interessantes
* Assisti a United 93 e Missão Impossível III

Agora vocês vão ter que me dar licença, o tronco me aguarda. ;-)

Wed
10
May '06

Bomba cinematográfica


Mood: Rouca
Music: Open Your Eyes, Snow Patrol

Na quinta-feira, juntei uma turminha para assistir à versão para as telonas de Silent Hill, uma antiga série de joguinhos de PlayStation. O filme é tão meia-boca que não chega nem a irritar – não assusta em nenhum momento, a história é cheia de buracos e as atuações deixam a desejar, mas deu pra rir por causa das reações e comentários da galera, e alguns efeitos especiais se salvam.

Nossa, como estou generosa hoje! ;-)

Tue
25
Apr '06

Malkovich malkovich?


Mood: Rindo horrores
Music: Rush, Depeche Mode

Hoje é aniversário de um amigo brasileiro aqui em Londres, e pra brincar com ele alguns de nós resolvemos trocar nosso nome e foto no Orkut pra criar uma legião de clones. Com o original, são oito versões diferentes da mesma pessoa! Ele adorou a farra, e até não-brasileiros entraram na onda. Valeu o dia já – ri tanto de manhã que mal consegui trabalhar direito. Me lembrei na hora de Quero Ser John Malkovich, naquela cena em que o personagem principal vai a um restaurante em que todos são clones do ator do título, e conversam entre si numa língua cuja única palavra é ‘malkovich’. Hilário!

Seguindo em frente com meu cronograma de viagens deste ano, nesta sexta-feira embarco mais uma vez no Eurostar rumo a Lille. Como segunda é feriado e também aniversário da minha amiga que mora lá, iremos unir o útil ao agradável numa festança de três dias. E é sempre bom mudar de ares pra espairecer a cabeça!

Fri
31
Mar '06

England prevails!


Mood: Primaveril
Music: Cry Me A River, Ella Fitzgerald

Entre outras coisas, consegui tempo esta semana para ver a adaptação cinemtográfica de uma das obras-primas de Alan Moore, V de Vingança. A trama foi escrita em plenos anos 80, quando a Inglaterra passava por um período conturbado de sua história, com um governo conservador sob o comando da Dama de Ferro Maggie Thatcher que provocou greves e revoltas por todo o país.

No filme, os perigos de um mundo descontrolado abriram caminho para que um partido fascista assumisse o governo do Reino Unido, lentamente cerceando as liberdades civis e criando um clima de medo e paranóia. Para trazer a democracia de volta ao país, um misterioso terrorista conhecido apenas como V e vestindo uma fantasia de Guy Fawkes conclama o povo a lembrar dos ideais que formaram a Grã-Bretanha e derrubar o totalitarismo.

Embora o roteiro dos irmãos Wachowski não tenha agradado ao criador da saga, que pediu para ter seu nome retirado dos créditos finais, V de Vingança é um ótimo filme que nem as escorregadas no sotaque da Natalie Portman conseguem estragar. O estreante diretor James McTeigue amarra bem a trama, e Hugo Weaving é bem-sucedido na difícil tarefa de transmitir ao espectador só com a voz o caráter idealista e sofrido do personagem principal. A trilha sonora é inspirada e ajuda bastante a compor o cenário.

No fundo, V de Vingança é uma história de amor – não só do amor romântico entre homem e mulher, mas do amor patriótico a um país e, principalmente, do amor dos britânicos pelo ideal da liberdade. Vale a visita ao cinema. ;-)

Fri
24
Mar '06

TGI Friday


Mood: Cansadinha
Music:The Way You Look Tonight, Frank Sinatra

* Semana estranha. O trabalho parece que não rendeu, os dias demoraram a passar, mas até que eu fiz bastante coisa. Hoje, pra relaxar, eu e amigas estamos promovendo uma girls’ night in – faremos crepes, bateremos papo e veremos DVDs.

* Tem tempo que não vou ao cinema, algo que pretendo corrigir este fim de semana sem falta. O plano é ver V de Vingança amanhã, e se bobear no domingo vou assistir a algum outro filme, tipo Capote.

* Estou me animando com as aulas de esgrima e esta semana procurei clubes perto de casa onde poderei dar prosseguimento a meu treinamento quando o curso básico tiver fim. O problema é o investimento inicial em equipamento – vou acabar tendo que comprar as coisas aos poucos. Prioridade número um é a roupa de proteção, já que ficar usando os coletes fedorentos do clube vai ser brabo! :-)

* Viagens programadas: Cornualha na Páscoa, Lille no feriado do Dia do Trabalho, Alemanha em junho, Copenhagem em julho, Brasil em dezembro. Em algum momento quero ir à Escócia e Paris. A única dessas que está confirmada é minha ida a Lille.

* O canalha do meu banco aumentou exponencialmente o limite do meu cartão de crédito. Vou fingir que não aconteceu pra evitar extravagâncias! ;-)

Tue
7
Mar '06

And the Oscar goes to…


Mood: Vibrante
Music: Seasons of Love, Rent

Embora todo mundo tenha dito que a surpresa do Oscar 2006 tenha sido a vitória do excelente Crash na categoria Melhor Filme, pra mim foi uma vitória mais do que merecida, ainda que o filme seja oficialmente de 2004 e provavelmente tenha se beneficiado bastante de uma agressiva campanha de publicidade (nada que os outros produtores também não tenham feito também). Crash é prova de que um bom diretor faz toda a diferença – o melhor exemplo pra mim são as atuações do casal Sanda Bullock/Brendan Fraser, dois atores geralmente considerados “água-com-açúcar” mas que interpretam magistralmente os seus respectivos personagens.

Meu destaque da noite fica para o novo apresentador, o comediante-repórter (ou seria repórter-comediante?) Jon Stewart. Num ano em que dois dos filmes indicados às principais categorias são biografias de jornalistas e a maioria dos outros lida com questões contemporâneas relevantes, a escolha de Stewart foi inspirada. Melhor tirada: dizer que Björk não pôde estar presente porque estava experimentando a roupa que usaria na noite e Dick Cheney atirou nela. :-)

Vale mencionar também o discurso de George Clooney ao aceitar seu Oscar de melhor ator coadjuvante por sua atuação em Syriana (que também é excelente). Quem sabe como o mundo seria se mais gente fosse “out of touch” como os diretores e produtores de filmes como os dois supracitados, The Constant Gardener e Good Night, and Good Luck.

Update 101 coisas: Finalmente comprei um MP3 player (esse aqui) e agora estou carregando aos poucos minha pequena coleção de musiquitas. Também me registrei no médico perto de casa, e este mês devo voltar lá pra fazer o preventivo. Hurrah!

Mon
13
Feb '06

Falando sobre cinema


Mood: Cinéfila
Music: Round and Round, Body Rockers

Queria ter mais tempo e disposição para escrever aqui sobre todos os filmes legais a que tenho assistido. Vou ao cinema em média uma vez por semana, além de eventuais sessões para a imprensa, pré-estréias e de tudo o mais que vejo na TV e DVD. Por exemplo, ontem vi o excelente De Battre Mon Coeur S’est Arrêté, filme francês sobre um sujeito que trabalha com o lado mais sujo do ramo imobiliário – expulsando invasores de prédios para poder comprá-los, por exemplo – que tem a oportunidade de mudar de vida quando reencontra por acaso o antigo agente de sua falecida mãe, que era pianista profissional. E na quinta-feira fui ao cinema assistir a Match Point, um dos melhores filmes do Woody Allen dos últimos tempos e que está pra estrear no Brasil essa semana.

Mas até eu ter mais tempo livre ou paciência, vocês vão ter que se contentar com esses breves comentários mesmo. :-P

Thu
26
Jan '06

Atolação pouca é bobagem


Mood: Quase arrancando os cabelos :-)
Music: Thinking of You, Sister Sledge

O mood ali em cima é mais uma brincadeira, apesar de ter um fundo de verdade – estou toda enrolada com o trabalho, é verdade, mas sem estresse. Não é nada do que eu não consiga dar conta, ainda que aos trancos e barrancos. ;-)

Embarco amanhã pra Dublin, onde espero que o bom tempo (frio mas ensolarado) dos últimos dias nesta terra continue. Preparem-se para a enxurrada de fotos que certamente virá! É só um fim de semana prolongado, mas vai ter que ser o suficiente pra eu relaxar a cabeça um pouco e me preparar pra nova onda de trabalho que chega na semana que vem.

Como ninguém é de ferro, não fiquei só trabalhando na semana que passou: fui ao cinema (para ver As Crônicas de Narnia e Shooting Dogs, ambos excelentes), ao teatro (assisti ao musical The Woman in White) e tive uma tarde nerd no sábado recheada de jogos de tabuleiro.

Até ao forró eu fui! Só que, antes disso, passei boa parte do domingo dormindo pra tentar me livrar de uma gripe chata, coisa que sempre aparece nessa época do ano. É o preço a se pagar por viver em Albion…

Wed
18
Jan '06

Globo de Ouro


Mood: Analítica
Music: Best Is Yet To Come, Frank Sinatra

Não acho que tenha havido nenhuma grande surpresa nos resultados do Globo de Ouro, cuja cerimônia ocorreu na noite de segunda-feira. O ótimo Brokeback Mountain levou melhor filme (drama) e diretor, e Walk The Line abocanhou tudo o que podia na categoria musical ou comédia. Talvez a escolha de Philip Seymour Hoffman como melhor ator por Capote tenha sido um resultado pouco previsível, mas como assisti ao Critics’ Choice Awards e ele já tinha ganho lá, pra mim foi esperado.

Entre as séries de TV, os louros de Lost e Desperate Housewives eram quase certos, ainda que a concorrência não fosse fraca. Parece que a ABC encontrou a fórmula certa para desbancar as séries da HBO… ou será que a HBO é que ainda não encontrou um substituto à altura para produções como Sex and the City e The Sopranos?

Agora é esperar pra ver se o Oscar irá confirmar o que a imprensa estrangeira em Hollywood começou na segunda. Quais são os seus favoritos? :-)

Update 101 coisas: Me matriculei num curso de esgrima (yay!), que começa no próximo mês. Isso deve dar conta das atividades físicas. Vou me forçar a ir à academia também – ter um MP3 player ajudaria a me motivar nesse sentido, então vou tentar matar dois coelhos com uma cajadada só! ;-)

Mon
9
Jan '06

Tudo zen


Mood: Serena
Music: Mezzanine, Massive Attack

Não sei exatamente por que, mas reparei que de uns tempos pra cá ando muito mais tranqüila, mais relaxada. Pode ser que as pequenas férias que tive tenham ajudado, mas não conseguiria determinar um momento específico quando a ‘transformação’ aconteceu. Sou normalmente uma pessoa calma com tendências a me exaltar de vez em quando, mas nas últimas semanas tenho lidado melhor coisas que em outras circunstãncias talvez tivessem causado uma reação mais forte. Mesmo quando preciso ser decisiva, o tenho feito sem perder a serenidade.

Parece papo de ano novo, mas acho que vem acontecendo há mais tempo – há alguns meses, até. Tenho refletido sobre meus (poucos) problemas e minha vida com serenidade, sem drama ou estresse. Sempre tive consciência de quanta sorte tenho por ter uma família unida e que me apóia em todos os momentos, nunca ter passado necessidade, poder contar com amigos leais e queridos, ter uma boa educação e oportunidades como a de vir morar na Europa. Cada vez mais o resto parece insignificante, no caso dos problemas, ou como um bônus, no caso das coisas boas. Será o tal retorno de Saturno?

Seja lá a razão, recebo de braços abertos esse momento zen. Talvez seja um bom momento pra voltar a treinar Aikido ou alguma outra arte marcial. :-)

Adendo: Assisti ao sensacional Brokeback Mountain no sábado e recomendo enfaticamente. O filme é triste toda a vida, mas extremamente sensível e, trocadilhos à parte, sem viadagem apesar do tema polêmico. Atuações fantásticas de todo o elenco, com destaque para o cowboy durão de Heath Ledger e a rápida mas marcante aparição da mãe do personagem de Jake Gyllenhaal. Os mais emotivos não podem esquecer dos lenços de papel ou irão sair do cinema com a camisa molhada, como eu. Sinto cheiro de Oscar

Mon
12
Dec '05

The calm before the storm


Mood: Tranqüila
Music: You Are, Pearl Jam

Meu breve sumiço foi premeditado. Esta semana começa uma maratona pré-natalina que vai absorver 99% do meu tempo livre, o que significa que eu optei por passar o último fim de semana incógnita, descansando em casa a maior parte do tempo e vendo amigos que não verei de novo tão cedo. Fugi do computador e da internet na medida do possível – nem aos capítulos regulamentares de Lost eu assisti!

Mesmo assim, fiz coisas bem legais na semana que passou:
- Patinei no gelo pela primeira vez em mais de 10 anos
- Voltei ao forró depois de um mês ausente
- Assisti a um monte de episódios de Babylon 5
- Vi a primeira temporada de Spaced
- Joguei RPG
- Assisti ao novo filme do Harry Potter
- Escrevi uma resenha sobre King Kong (que vocês podem ler no SoBReCarGa)
- Fui ao British Museum ver uma exposição sobre o Império Persa

As próximas duas semanas prometem. Mas como vou morar na internet ainda mais do que o normal, aguardem os boletins de atualização. ;-)

Mon
17
Oct '05

Meio mais ou menos


Mood: Letárgica
Music: Pain Lies on the Riverside, Live

Não sei se é o antibiótico que está tendo um efeito meio doido e me deixando um pouco mole ou se é mais uma gripe (a enésima do ano) querendo me pegar, mas passei esse fim de semana todo meio grogue, meio mais ou menos. Nem ao forró eu tive ânimo de ir, pra vocês verem como a situação está periclitante. Hoje acaba o ciclo do remédio, entretanto, e provavelmente amanhã saberei se a disposição foi afetada pelas drogas pesadas que ando tomando ou por algum outro motivo.

Acabei indo ver Serenity no sábado – pra quem não sabe, é um longa baseado na falecida série de TV Firefly, criada por Joss Whedon, o mesmo de Buffy e Angel. O filme se mantém fiel ao espírito do seriado, com bastante humor e ação, e a trama é bem amarrada para que mesmo quem nunca assistiu à série possa se divertir. Nunca fui viciada em Firefly e só vi alguns episódios isolados, mas o filme me deu vontade de pegar o DVD e ver tudo de uma vez. Talvez eu faça isso quando acabar de ver tudo de Babylon 5. Nerd, eu? Imagina!

Sat
15
Oct '05

Tiro certeiro


Mood: Preguiçosa
Music: Protection, Massive Attack

Depois de me divertir com os posts em portunhol nos blogs alheios (vide abaixo) e de ter um ligeiro piripaque no olho (que já está sob controle), ontem fui ao cinema para assistir a Kiss Kiss, Bang Bang, estréia na direção de Shane Black, conhecido por ser o roteirista da divertida série Máquina Mortífera. KKBB representa também um retorno às telas de dois atores famosos: Robert Downey Jr. e Val Kilmer. Os dois estão geniais nesta comédia/thriller de humor nigérrimo sobre Hollywood e a indústria cinematográfica, com todos os seus podres à mostra. O filme tem de tudo: ação, romance, mistério e muitas, muitas gargalhadas. Fui numa pré-estréia e com certeza vou vê-lo de novo em breve (depois que estrear oficialmente, o que deve ocorrer por aqui em novembro).

Devo ir ao cinema hoje de novo por dois motivos importantes:
1) Tem vários filmes legais que quero ver
2) Estou pobre, mas graças à minha carteirinha mágica vou ao cinema de graça!

Fri
5
Aug '05

Semana cultural


Mood: Calorenta
Music: Ooh La La, Goldfrapp

Semana cultural para mim. Na segunda fui à sessão para a imprensa de um filme sueco chamado Daybreak (nada de mais), ontem finalmente assisti a Charlie and the Chocolate Factory (ótimo!) e na terça vou ao teatro ver o musical The Lion King, que aparentemente é fantástico. Aproveitando que os pais da Marina estão aqui de visita, amanhã vou fazer programa de turista com eles e visitar o Warwick Castle e dar uma passadinha por Stratford-upon-Avon, cidade natal de William Shakespeare.

A parte ruim é que vou perder o primeiro jogo do Everton na Liga dos Campeões… Felizmente, graças aos milagres da tecnologia vou poder saber o resultado através do celular e gravar o jogo com o Sky+ pra assistir quando chegar do teatro. Posso pular as partes ruins e fazer meu próprio ‘melhores momentos’. :-)

Mon
1
Aug '05

If music be the food of love…


Mood: Sonolenta
Music: Heartbreak Hotel, Elvis Presley

If music be the food of love, play on! Se algum dos meus leitores for viciado em Shakespeare, talvez reconheça esta fala como a abertura de Twelfth Night, uma das melhores comédias do bardo inglês. Já tinha assistido à ótima montagem do Globe (cuja companhia é composta somente por homens, como no século XVI) ano passado, e no último sábado fui pela primeira vez ao Open Air Theatre do Regent’s Park para rever a peça.

Um aparte sobre o teatro: apesar do tempo estar esquisito, o OAT é um cenário perfeito para uma noite de verão. Não sei como nem quando, mas vou dar um jeito de ver A Midsummer Night’s Dream lá. Pena que não está passando nesta temporada…

A ida ao teatro foi um dos pontos altos de um fim de semana agitado. Na sexta fui à festa de despedida de um amigo que está se mudando para Madrid, onde passei a noite sendo perseguida por um bêbado chato. Divertido até certo ponto, quando ficou cansativo e eu só queria ir embora. Deve ser um dos efeitos menores do inferno astral. ;-)

Ja no domingo, fui ao Science Museum com amigas e nos divertimos à beça. O museu tem várias instalações interativas e, depois de uma reforma recente, outras atrações como simuladores de movimento e um cinema IMAX. Tentamos ir em um dos simuladores mas ele quebrou na nossa vez. Inferno astral de novo, alguém?

Obviamente, à noite fomos bater ponto no forró, que como sempre foi bom. O único problema era a quantidade absurda de gente que não sabia dançar, e como você só descobre isso depois que o cara te chama, tem que aturar uma música inteira de tortura. Isso e fugir do cara fedorento que queria dançar comigo toda hora. Cruzes!

Queria não ter que sair da cama hoje de manhã, mas não tem jeito. Devo assistir Charlie and the Chocolate Factory esta noite. Não tem como ser ruim: uma história sensacional, Johnny Depp e Tim Burton!

Tue
26
Jul '05

Checklist cinematográfica


Mood: Meio desligada
Music: Dream A Little Dream Of Me, Beautiful South

Alguns filmes que eu quero muito assistir nos próximos meses:
* MirrorMask
* Memoirs of a Geisha
* V for Vendetta
* Rent
* Corpse Bride
* The Brothers Grimm
* The Chronicles of Narnia

(Tem links no nome de cada um pros curiosos!)