Noites na Cidade: Divagações de uma jornalista brasileira em Londres.

Divagações e devaneios de uma carioca em Avalon

Mon
30
Jun '08

A cidade que nunca dorme


Mood: Sonolenta
Music: New York, New York, Frank Sinatra

Nova York é a “cidade que nunca dorme”, segundo a lendária música que leva seu nome, mas quem não consegue dormir direito desde que chegou de viagem sou eu. Após duas noites indo dormir às quatro da madrugada e acordando ao meio-dia, ontem à noite só consegui pegar no sono depois das cinco. Como hoje é dia de branco e tive que acordar às sete pra vir pro trabalho, o saldo final foi de uma hora e meia de sono. Não sei como estou conseguindo ser coerente em dois idiomas no momento!

O saldo da viagem, tirando as horas de sono, foi mais do que positivo. Aproveitamos à beça a cidade e o clima ensolarado, e curti muito mais NY desta vez do que na minha primeira visita. Ao contrário do que eu esperava, ninguém me pediu identidade em bares ou restaurantes pra comprar bebida, mas voltamos sem entender o esquema de dar gorjeta cada vez que se vai ao bar – um barman malcriado, inclusive, jogou o dinheiro do ruivo de volta na maior falta de educação!

Tirei quase 600 fotos em uma semana, o que deve ser quase um novo recorde pra mim. Culpa da lente nova que comprei por lá, pagando quase a metade do preço aqui em Londinium. Aliás, lentes foram a única coisa com que gastei dinheiro pra mim – agora só tenho inveja do meu irmão e da cunhada, que ainda ficar na Grande Maçã por mais alguns dias antes de voltar pro Rio…

1 devaneio »

One Response to “A cidade que nunca dorme”

  1. Vanessa Says:

    Acho que temos que deixar 20% de “gratificacao”, dependendo do restaurante.

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.