Noites na Cidade: Divagações de uma jornalista brasileira em Londres.

Divagações e devaneios de uma carioca em Avalon

Thu
18
Jun '09

Liberou geral!


Mood: Reflexiva
Music: BLind Mary, Gnarls Barkley

A polêmica do momento no Brasil é a decisão do STF que acabou com a obrigatoriedade do diploma para jornalistas. Embora eu não trabalhe como jornalista no Brasil há vários anos, sou totalmente a favor da resolução do Supremo, que com sorte vai acabar com a farra das universidades privadas de esquina oferecendo uma educação patética e jorrando milhares de proto-jornalistas despreparados no mercado ano após ano.

Aqui na Inglaterra, jornalistas são pessoas formadas em economia, política, história – ou, no caso do jornalismo científico, física, química ou medicina – que normalmente fazem uma pós-graduação de nove meses a um ano para aprender técnicas jornalísticas, legislação de imprensa e estagiar em uma publicação local ou nacional. Eles geralmente têm conhecimento específico e se especializam em sua área de atuação. Num país de 60 milhões de habitantes onde cerca de 10 milhões de jornais são vendidos todo dia (de acordo com dados do Audit Bureau of Circulation relativos a maio de 2009), além daqueles distribuídos gratuitamente, alguma coisa eles devem estar fazendo direito!

Embora eu apóie totalmente quem quer ter uma boa formação acadêmica, não acho que jornalista precise de diploma pra fazer seu trabalho direito. Conheço vários jornalistas que escrevem mal, e diversas pessoas em outras profissões que escrevem extremamente bem – preferiria ler textos produzidos pelo segundo grupo na mídia brasileira…

Divague você também »

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.